Cabinda

Cabinda

Cabinda é uma das 18 províncias da República de Angola, sendo um enclavelimitado ao norte pela República do Congo, a leste e ao sul pela República Democrática do Congo e a oeste pelo Oceano Atlântico.

A capital da província de Cabinda é a cidade de Cabinda, conhecida também com o nome de Tchiowa.

Tem uma superfície de 7 283 km² e cerca de 300 000 habitantes.

A população de Cabinda pertence na sua quase totalidade aos povos bantu, mais concretamente ao grupo Fiote, cuja língua, o Ibinda, é um dos dialectos do Kikongo.

Administrativamente, a província é constituída pelos municípios de Cabinda, Cacongo, Buco-Zau e Belize.


História

Exploradores, missionários e comerciantes portugueses chegaram à foz do rio Congo na metade do século XV, fazendo contacto com o Manicongo (nome pelo qual era chamado o mandatário do poderoso Reino do Kongo). O Manicongo controlava grande parte da região através da afiliação com reinos minoritários, tais como os do Ngoyo, Luango eKakongo, todos eles situados na actual Cabinda.

Com o passar dos anos, colonos portugueses, holandeses e ingleses estabeleceram postos de comércio, fábricas de extracção de madeira e de óleo de palma em Cabinda. O comércio continuou e a presença europeia cresceu, resultando em conflitos entre as potências coloniais rivais.

No quadro da "corrida europeia para África", Portugal concluiu em Fevereiro de 1885, com os chefes destes reinos, o Tratado de Simulambuco, tratado que daria a Cabinda status de protectorado da Coroa Portuguesa "sob permissão dos príncipes e governantes de Cabinda" reservando dessa forma os direitos de governação do território.

Por ocasião da Conferência de Berlim, realizada no mesmo ano, quando simultaneamente nasceram o Congo Belga (ex-Zaire e actual República Democrática do Congo) e oCongo Francês (ex-Congo Brazzaville e actual República do Congo), a atribuição de Cabinda a Portugal foi internacionalmente confirmada, adoptando-se a designação Congo português.

No entanto, como a Bélgica reivindicou uma saída para o Atlântico para o Congo Belga, agora constituído como tal, foi-lhe concedido um "corredor" constituído pelos territórios adjacentes ao rio Congo. Desta maneira foi cortada a ligação por terra, anteriormente existente, entre Cabinda e o restante Reino do Kongo.

Completada, até meados dos anos 1920, a ocupação efectiva do território que constitui a actual Angola, Portugal deu por findo o estatuto de protectorado separado, passando a considerar Cabinda como parte integrante (com o estatuto de distrito da então Colónia (mais tarde chamada Província Ultramarina) de Angola.


Economia

Até ao fim da era colonial, Cabinda produzia contingentes importantes de madeira e café, e mais reduzidos de cacau e óleo de palma.

Houve inclusive um início de turismo no litoral.

Em consequência dos conflitos verificados desde 1974, estas actividades económicas têm vindo a reduzir-se a muito pouco.

A agricultura voltou a ser, no essencial, de subsistência. Ultimamente anunciam-se veleidades de uma retoma no domínio da indústria madeireira.

Em contrapartida, a extracção de petróleo floresce. Em 2010 o crude extraído em Cabinda representava cerca de 70% do crude exportado por Angola.


Clima

O clima é tropical húmido, com precipitações anuais em torno de 800 mm. A temperatura média anual varia entre os 25 e os 30º Celsius.

Sobre Nós

A representação do Consulado Geral de Angola abrange nove Estados americanos, desde do Sudeste ao Sudoeste dos Estados Unidos, nomeadamente os Estados da Geórgia, da Flórida, de Alabama, de Louisiana, de Mississippi, do Texas, de Arizona, do Novo México e da Califórnia.

Phone: 1-713 212 3840

Nossa Equipe

Copyright © 2015 | Elite Management Solutions