Geminação de Nova Orleans e Cabinda debatida nos EUA

Geminação de Nova Orleans e Cabinda debatida nos EUA

Nova Orleans - A governadora da província de Cabinda, Aldina Matilde da Lomba, debateu, em Houston, com o prefeito de Nova Orleans, Mitchell Landrieu, questões relacionadas com a geminação do município de Caconda e essa cidade do Estado norte-americano de Louisiana.

Num encontro bilateral realizado à margem do Fórum Económico e Cultural Mundial e do Conselho e Conferência anual dos prefeitos dos Estados Unidos da América, onde a governadora de Cabinda participa desde quarta-feira, os dois interlocutores passaram em revista as similaridades que caracterizam as regiões de Caconda e de New Orleans e que favorecem a sua geminação.

Os tópicos das discussões entre os dois governantes centraram-se na cooperação bilateral entre Cacongo e Nova Orleans, as potencialidades socioeconómica cultural e turísticas das duas regiões, bem como a possibilidade de trocas comerciais.

Além das potencialidades petrolíferas do município e da província de Cabinda no seu todo, Cacongo oferece um grande potencial agrícola com predominância ao cultivo da mandioca e a banana.

A governante angolana que se fez acompanhar da cônsul-geral de Angola em Houston, Júlia Machado, e de diplomatas angolanos, destacou outras actividades económicas do município, como a pesca, a exploração florestal, bem como a existência, nessa localidade costeira de Cabinda, de mineiros de cálcio, ouro, fosfato, diamante e urânio.

À semelhança de Caconda, a economia da cidade de Nova Orleans, que detém o centro portuário mais movimentado dos Estados Unidos da América, centra-se na exploração petrolífera, pesca e é conhecida pelo seu legado multicultural com influências francesas, espanholas e afro-americanas, bem como pela sua música e culinária.

O prefeito Mitchell Landrieu manifestou o seu interesse em visitar a província de Cabinda, em particular, o município de Caconda, aguardando apenas para o efeito o convite formal das autoridades angolanas.

A cerimónia de abertura desta edição do Fórum Económico e Cultural Mundial e do Conselho e Conferência Anual dos Prefeitos dos Estados Unidos da América foi marcada pela celebração de Angola pelos 20 anos de relações diplomáticas entre os dois países que se assinala a 19 de Maio próximo.

Pelo facto, a cerimónia contou com a realização de um acto cultural denominado "Noite de Angola".

Ao tomar a palavra no evento, a governadora Aldina Matilde da Lomba enfatizou os laços culturais entre os dois povos, sublinhando que apesar do estabelecimento das relações diplomáticas entre Angola e os Estados Unidos da América ter acontecido há vinte anos, as actividades económicas e culturais entre os dois países remontam há mais de cem anos séculos, com a chegada dos primeiros escravos angolanos no território dos EUA, cujos esforços e sacrifícios contribuíram para o surgimento da actual nação americana.

Segundo a governadora de Cabinda, estudos apontam que os primeiros escravos saídos de Angola teriam sido fixados no Estado de Louisiana, particularmente, em Nova Orleans, onde as similitudes culturais podem ser facilmente observadas através dos seus hábitos alimentares, a música, a dança, as diversas crenças religiosas e no seu modo generalizado de estar.

Para a governante angolana, outro facto que reforça os laços culturais e económicos já existentes entre os dois povos é a presença de uma significativa comunidade angolana no Estado de Louisiana, bem como a existência de empresas petrolíferas com sede em Nova Orleans e que operam em Angola, em particular na província de Cabinda.

Para Aldina da Lomba, a celebração da "Noite de Angola" no contexto do XX aniversário do estabelecimento das relações diplomáticas entre Angola e os EUA através da exibição da música, dança e da culinária angolana vem marcar mais um passo que se espera determinante na identificação das raízes culturais que caracterizam os povos de Angola e de Nova Orleans.

O espaço cultural "Noite de Angola" preparado pelo Consulado Geral de Angola em Houston em parceria com a Câmara de Comércio Angola –Estados Unidos foi animada pelo cantor angolano Ricardo Lemvo, radicado na Califórnia, e por um grupo de dança tradicional de jovens angolanos estudantes no Estado de Louisiana.

Personalidades de vários pontos do mundo assistiram à cerimónia de abertura do Fórum Económico e Cultural Mundial e do Conselho e Conferência Anual dos Prefeitos dos Estados Unidos da América.

0 Comentários

Deixe um Comentário

  • Was this helpful?

  • No Very
  • Enter Word Verification in box below •

    Captcha Image

Sobre Nós

A representação do Consulado Geral de Angola abrange nove Estados arnericanos, desde do Sudeste ao Sudoeste dos Estados Unidos, nomeadamente os Estados da Alabama, Arkansas, Carolina do Norte, Carolina do Sul, Florida, Georgia, Louisiana, Mississippi, Novo Mexico, Oklahoma, Tennessee e Texas.

Phone: 1-713 212 3840

Nossa Equipe

Copyright © 2015 | Elite Management Solutions