Lactiangol quer produzir mais de um milhão de litros de leite este ano

Lactiangol quer produzir mais de um milhão de litros de leite este ano

A Lactiangol - produção de leite da Empresa de Lacticínios de Angola - vai aumentar de 700 mil litros para um milhão e 440 mil litros no segundo trimestre deste ano, disse hoje, terça-feira, à Angop, em Luanda, o presidente do Conselho da Administração da unidade fabril, José César Bastos Macedo.

De acordo com o gestor, no mesmo período, a fábrica perspectiva também atingir entre oito e 12 mil litros de iogurte sólido por semana, que serão postos em copos de 125 centímetros cúbicos, e 20 a 30 mil litros de iogurte líquido por semana para ser enchidos em copos de 120 centímetros cúbicos.

A Lactiangol, que viveu momentos financeiros difíceis no primeiro trimestre do ano em curso, segundo o seu responsável, beneficiou de um financiamento de um milhão e 500 mil dólares para aquisição de matéria-prima no mercado externo.

“As matérias-primas adquiridas com este financiamento vão permitir produzir 120 mil litros de leite por semana, bem como oito a 12 mil litros de iogurte” explicou José Macedo.

Salientou que as linhas de produção, tanto de iogurte quanto de leite, devido à escassez de recursos financeiros para a aquisição da matéria-prima, não estão a produzir ao nível das suas capacidades instaladas.

Questionado sobre a possibilidade de adquirir matéria-prima no país, José César Macedo considerou insuficiente a produção nacional, acrescido também das dificuldades que enfrentam os empresários nacionais para atingirem os seus objectivos, sobretudo na importação de componentes para a produção de ração animal.

Realçou que a fase de modernização em curso na empresa tem como principal propósito duplicar a capacidade de produção de leite, passando de uma linha com capacidade de produzir seis mil e 500 litros para duas com capacidade para cerca de 13 mil litros por hora, a partir de 2017.

José Macedo disse fazer igualmente parte dos objectivos da modernização a actualização dos serviços técnicos auxiliares e a substituição de peças obsoletos na central de vapor e alargamento do espaço de armazenamento.

“A instalação de uma segunda linha tem uma importância vital para nós, na medida em que permite ter permanentemente os nossos produtos no mercado”, disse José César Bastos Macedo.

O projecto de modernização da fábrica, segundo o responsável, orçado em cerca de 20 milhões de dólares, está cumprido em cerca de 75 porcento, sublinhando que parte deste valor foi financiada pelo Banco de Desenvolvimento Angola e a outra suportada com fundos próprios.

António Macedo disse que os produtos da Lactiangol são vendidos em vários estabelecimentos comerciais, com realce para lojas de proximidades e restaurantes da província de Luanda. A outra parte da produção é encaminhada para dois municípios da província do Cuanza Norte, no âmbito do Programa do Executivo da merenda escolar.

Salientou que apesar da dificuldade financeira que afecta o país, o sector lácteo do país atingiu níveis tecnológicos superiores, com destaque para o sector da produção do leite.

A Lactiangol foi inaugurada em 1994 e conta actualmente com cerca de 250 trabalhadores, entre administrativos, técnicos e especialistas, que garantem a produção com qualidade dos seus produtos e outros serviços.

0 Comentários

Deixe um Comentário

  • Was this helpful?

  • No Very
  • Enter Word Verification in box below •

    Captcha Image

Sobre Nós

A representação do Consulado Geral de Angola abrange nove Estados arnericanos, desde do Sudeste ao Sudoeste dos Estados Unidos, nomeadamente os Estados da Alabama, Arkansas, Carolina do Norte, Carolina do Sul, Florida, Georgia, Louisiana, Mississippi, Novo Mexico, Oklahoma, Tennessee e Texas.

Phone: 1-713 212 3840

Nossa Equipe

Copyright © 2015 | Elite Management Solutions