Mundo de diamantes elogia trabalho de Angola no Processo Kimberley

Mundo de diamantes elogia trabalho de Angola no Processo Kimberley

Angola recebeu elogios de individualidades participantes a 13ª plenária do Processo Kimbeley (PK), pelo trabalho desenvolvido durante a sua Presidência neste mecanismo ligado ao sector diamantífero.

Peritos e especialistas do mundo dos diamantes participantes no evento, encerrado sexta-feira, classificaram o exercício de Angola de “brilhante” por ter superado “todas expectativas”.

O presidente do Conselho Mundial de Diamantes, Eduard Asscher, destacou, a propósito, que Angola fez um trabalho “formidável” a frente do PK, e agradeceu o presidente cessante, Bernardo Campos pelo “grande” feito.

Por este sucesso, o ministro dos Recurso Minerais da África do Sul, Godfrey Oliphant, encorajou Angola a prestar o seu apoio aos demais países membros.

Godfrey Oliphant pediu a união dos membros do PK, e que a presidência dos Emirados Árabes Unidos tenha o mesmo desempenho e sucesso, “para o bem da família”.

Para o representante no PK da sociedade civil, Alan Martin, Angola, durante o seu mandato, saiu-se bem em questões importantes como as que permitiram regularizar as situações da República Centro-Africana e a Venezuela.

Na óptica do secretário-executivo da Associação dos Países Africanos Produtores de Diamantes, Edgar de Carvalho, Angola fez um mandato "excelente" pois ao longo do seu exercício soube buscar consensos para resolução de muitos conflitos. “Foi um mandato brilhante”, referiu.

De acordo com Edgar Carvalho, Angola teve a “paciência e a serenidade necessárias na condução, com sucesso, de várias matérias, como a retomada da venda dos diamantes da RCA, a readmissão da Venezuela na família PK e as solicitações que estão a ser tratadas a nível da organização para a integração de Moçambique e dos Camarões.

O representante da União Europeia, Margue Tunng-Lai, admitiu ter ficado “impressionado” com o nível de organização de Angola.

Para sustentar a afirmação, Margue Tunng-Lai disse que durante o mandato de Angola foram registados avanços que permitirão em 2016 as equipas de Monitorização e de Revisão terminarem o seu trabalho com êxito.

O ministro das Minas e da Geologia da República Centro Africana, Joseph Agbo, país que viu o embargo das exportações dos seus diamantes levantado durante este período, reconheceu o louvável papel que Angola desempenhou no processo.

“Aproveito para agradecer e manifestar o sentimento de gratidão pelo trabalho feito por Angola”, disse Josph Agbo.

A realização da plenária de Luanda, simbolizou o fim da Presidência de Angola no Processo Kimberley .

Desta data, e até ao dia 31 de Dezembro, altura em que oficialmente termina o seu mandato, Angola deve preparar um relatório que reflicta o exercício das actividades desenvolvidas desde o dia um de Janeiro de 2015, altura em que assumiu a presidência do Pk.

0 Comentários

Deixe um Comentário

  • Was this helpful?

  • No Very
  • Enter Word Verification in box below •

    Captcha Image

Sobre Nós

A representação do Consulado Geral de Angola abrange nove Estados arnericanos, desde do Sudeste ao Sudoeste dos Estados Unidos, nomeadamente os Estados da Alabama, Arkansas, Carolina do Norte, Carolina do Sul, Florida, Georgia, Louisiana, Mississippi, Novo Mexico, Oklahoma, Tennessee e Texas.

Phone: 1-713 212 3840

Nossa Equipe

Copyright © 2015 | Elite Management Solutions