Valor tributário não petrolífero representa 44% das receitas do Estado

Valor tributário não petrolífero representa 44% das receitas do Estado

A receita tributária não petrolífera representa já 44 porcento do total das receitas do Estado, devido ao cenário que se vivencia no mercado do petróleo e o impacto negativo que o mesmo tem causado na economia angolana, afirmou hoje (segunda-feira), em Luanda, a secretária de Estado das Finanças. Valentina Filipe.

Ao discursar na IV Conferência Internacional sobre Tributação, sob o tema: Potenciação da arrecadação tributária para a estratégia de diversificação da Economia, Valentina Filipe explicou que o Executivo, ciente do risco que as oscilações do preço do petróleo representam para o desenvolvimento equilibrado do país, criou uma estratégia, visando uma gestão parcimoniosa dos recursos financeiros.

Foi neste contexto que se implementou, com sucesso, o projecto executivo para a Reforma Tributária, sendo o objectivo mais importante a criação, em Dezembro do ano transacto, da Administração Geral Tributaria (AGT).

“Pode-se dizer que o peso da receita não petrolífera aumentou, porque o valor do petróleo está em baixa e, por essa via, diminuiu o peso da arrecadação tributária petrolífera, referiu Valentina Filipe, tendo adiantado o facto de que, de 2010 a 2014, o valor da arrecadação tributária não petrolífera registou um aumento de 80 porcento. Neste contexto, estamos em condições de dizer que essa tendência vai continuar a verificar-se, no próximo ano”, perspectivou a governante.

Valentina Filipe advogou que o país deve evitar um outro ciclo de recessão e contracção da economia, apenas por escassez de alternativas credíveis ao nível da exploração das suas principais matérias-primas, que podem, quando convenientemente exploradas, servir para financiar, de forma consistente, as despesas públicas.

“Não obstante, é importante frisar que a receita proveniente do sector petrolífero continuará a ser importante na construção do país e na requalificação dos sectores-chave da economia, mas não poderá voltar a ser a trave mestra, em que tudo se assenta, sendo premente o reforço na aposta na diversificação da Economia angolana”, cimentou.

A secretária de Estado das Finanças acrescentou que o Executivo angolano adoptou, também, uma estratégia para a diversificação da Economia, e esta é um dos principais desafios, mas os tributos não petrolíferos têm que ser, cada vez mais, o suporte das despesas públicas.

0 Comentários

Deixe um Comentário

  • Was this helpful?

  • No Very
  • Enter Word Verification in box below •

    Captcha Image

Sobre Nós

A representação do Consulado Geral de Angola abrange nove Estados arnericanos, desde do Sudeste ao Sudoeste dos Estados Unidos, nomeadamente os Estados da Alabama, Arkansas, Carolina do Norte, Carolina do Sul, Florida, Georgia, Louisiana, Mississippi, Novo Mexico, Oklahoma, Tennessee e Texas.

Phone: 1-713 212 3840

Nossa Equipe

Copyright © 2015 | Elite Management Solutions